Pense por um minuto. Quando foi a primeira vez que você ouviu falar em Goji Berry? Há alguns meses? Talvez há um ano? Pois saiba que o uso terapêutico dessa frutinha, que tem o tamanho de um tomate-cereja, foi descrito pela primeira vez há mais de 2300 anos, na China!

Apesar de já ser bastante tradicional nos países asiáticos, o Goji Berry só se tornou um sucesso nos países ocidentais recentemente, quando diversos estudos evidenciaram seus benefícios para a saúde. Rica em polissacarídeos, aminoácidos, carotenoides, Vitamina C e outros antioxidantes, o seu consumo já foi relacionado à saúde dos olhos, controle da diabetes, redução dos níveis de gordura no sangue, proteção contra o câncer, melhora da imunidade e, até, aumento da fertilidade masculina.

E os benefícios não param por aí! Um estudo publicado no Journal of Alternative and Complementary Medicine, em 2008, mostrou que o consumo regular de Goji melhora o desempenho em atividades físicas, a qualidade do sono, a facilidade de despertar e a capacidade de concentração. Parte desses resultados pode ser atribuída ao aumento do metabolismo corporal promovido pela fruta, o que, de quebra, pode auxiliar no emagrecimento e controle de peso.

Para se ter uma ideia da riqueza nutricional que o Goji carrega, a quantidade de Vitamina C presente em uma xícara de chá (~100g) do fruto desidratado é cerca de 2500mg, o que equivale a quantidade encontrada em 50 laranjas. Então que tal aproveitar essa informação para ajudar a evitar gripes e resfriados tão comuns nessa época do ano, hein?

E se a desculpa for que você não sabe como incluí-la na dieta, vale a dica: Por ser uma fruta importada, é difícil encontrarmos o Goji Berry in natura no Brasil, então procure pela forma desidratada que pode ser consumida pura, ou adicionada à saladas, iogurtes e cereais. Outra dica é que já estão disponíveis sucos à base de Goji, que podem ser facilmente incluídos no seu dia-a-dia. Experimente!