O suco verde é a sensação dos últimos tempos de todos aqueles que querem ter hábitos alimentares saudáveis. Ele normalmente é composto por uma ou mais folha verde escura sendo a couve a mais comumente utilizada, um legume, uma fruta, lascas de gengibre e um líquido para diluição que pode ser a própria água, chá e até mesmo água de coco. Estes sucos são ricos em ácido fólico, ferro, magnésio, vitamina C e do completo B, fibras e cheios de antioxidantes.

O principal benefício do suco verde é a sua ação desintoxicante. Em sua composição é possível obter um mix de vitaminas, minerais e fitoquímicos essenciais para o famoso processo de detoxificação que ocorre principalmente no fígado. Muitas pessoas atribuem o consumo de suco verde ao emagrecimento, mas vale lembrar que de nada vai adiantar tomar este tipo de bebida todos os dias se não houverem mudanças de hábitos alimentares. Ele com certeza é um grande aliado de pessoas que precisam perder peso, pois ajuda a eliminar toxinas, contribui para a diminuição de processos inflamatórios e para aumentar o consumo diário de fibras alimentares, proporcionando mais saciedade, melhorando a saúde intestinal e evitando possíveis excessos nas refeições.

É possível incrementar o suco verde com diversos nutrientes afim de atender necessidades biológicas individuais, por isso, procurar um nutricionista para uma reeducação alimentar é fundamental.

Existem hoje no mercado opções de bebidas com ação detox que podem ajudar muito na eliminação de toxinas do organismo e devido a praticidade de apenas misturar o produto (concentrado de fitoquimicos em pó) com a água, chá ou outras bebidas indicadas pode ser uma solução para aqueles que dizem não tomar um suco detox por falta de tempo para prepara-lo.

Qual a importância das frutas no preparo do suco verde?

As frutas mais utilizadas no suco verde normalmente são: abacaxi, laranja, maçã vermelha e verde, limão, entre outras. As frutas são acrescentadas para aumentar ainda mais o aporte de nutrientes como vitaminas, minerais, fitoquímicos e fibras alimentares, além de “adoçarem” naturalmente os sucos e conferirem mais sabor aos sucos.

Qual a importância das folhas verdes no preparo do suco verde?

As folhas verdes são riquíssimas em ácido fólico, ferro, magnésio, cálcio, vitaminas do complexo B que são nutrientes essenciais para reações bioquímicas que acontecem no nosso organismo com o objetivo de eliminar as toxinas presentes nos alimentos, na água, no ar e que são acumuladas diariamente. Por isso é essencial que o suco verde tenha como ingrediente básico uma ou mais folhas verdes.

Qual a importância dos grãos germinados no preparo do suco verde?

Consumir grãos germinados significa aumentar significativamente a quantidade de nutrientes e substâncias bioativas de um alimento. Durante o processo de germinação, a semente está se preparando para se tornar uma planta ou um grão. Neste momento o alimento é riquíssimo em proteínas, vitaminas, minerais e fibras em oferece alta digestão, pois há uma alta concentração de enzimas que realizam diversas reações bioquímica dentro das nossas células, portanto é possível ter uma absorção eficiente dos nutrientes presentes no grão germinado. A concentração de antioxidantes e vitaminas do complexo B ganham destaque, além da diminuição de fatores antinutricionais que são substâncias que interferem na absorção de nutrientes no organismo.

Benefícios dos alimentos

De uma maneira geral todas as verduras, legumes e frutas são coadjuvantes do processo de emagrecimento devido as altas quantidades de vitaminas, minerais, normalmente possuem baixíssimas calorias e são fontes de fibras que ajudam a dar sensação de saciedade, melhoram o trânsito intestinal e interferem na absorção de glicose e gordura.

Não existem quantidades exatas de cada alimento, pois depende da estratégia nutricional que o profissional indicar, da composição do suco e da quantidade a ser feita, mas para 01 copo de 200 mL, pode se considerar as quantidades abaixo:

Agrião
Rico em em vitamina C, ferro, magnésio, cálcio e antioxidantes.
02 raminhos (folhas e caule).

Brócolis
Ótima fonte de cálcio, ácido fólico e vitamina C e glicosinolatos (estimulante de processo detox)
01 ramo picado para ativação dos glicosinolatos.

Espinafre
Rico em ferro, ácido fólico, potássio e vitamina K.
02 ramos.

Salsão
Fonte de vitamina C e magnésio.
01 talão de salsão com as folhas.

Rúcula
Rica em vitamina C. K, ferro e potássio.
03 folhas.

Couve
Fonte de fitoquímicos (glicosinolatos), magnésio e cálcio.
01 folha média.

Folha de couve-flor
A folha de couve-flor muitas vezes descartada pelas pessoas é rica em vitamina C, potente ação antioxidante.
01 folha

Repolho verde
Boa fonte de vitamina C, rico em fibras e potássio.
01 folha picada grosseiramente.

Almeirão
Fonte de vitamina C, ferro, fosforo e vitaminas do complexo B.
02 folhas

Hortelã
Ação estimulante e digestiva.
03 folhas

 

Sintomas de intoxicação

Em relação à dieta, quais os sintomas de que o organismo está intoxicado?

Diversos podem ser os sintomas, mas uma língua de cor branca, cansaço excessivo, enxaquecas, prisão de ventre, candidíase frequente, mau hálito, fraqueza nas articulações, entre outros. Estes sintomas frequentes são sinais que o corpo nos envia para mostrar que precisa de ajuda.

Como essa intoxicação prejudica a perda de peso?

Atualmente acredita-se que além de um estilo de vida não saudável a exposição crônica de certas toxinas ambientais podem alterar mecanismos importantes para o controle de peso.

Além do mais a obesidade é um considerada um desequilíbrio funcional do nosso organismo gerando um processo inflamatório, sendo assim a desintoxicação do organismo visa reestabelecer o equilíbrio orgânico favorecendo o processo de perda de peso que deve estar acompanhado de mudanças de hábitos alimentares e estilo de vida.

Quais fatores naturais ajudam a intoxicar o corpo?

Nosso dia está cheio de xenobióticos que são substâncias químicas ou substâncias estranhas ao nosso organismo que podem ser produzidos internamento ou encontradas naturalmente no meio ambiente. Exemplos dessas toxinas são os poluentes do ar, contaminantes da água e do solo, contaminantes em alimentos de origem animal como é o caso dos antibióticos e estimulantes de crescimento, aditivos químicos e bisfenol A que é uma substância química encontrada em plásticos.

Qual a importância de desintoxicar o organismo para a dieta e para a saúde?

Conforme escrito anteriormente o processo de desintoxicação tem o objetivo de reestabelecer o equilíbrio orgânico para a realização eficiente de diversos processos bioquímicos. Um organismo livre de toxinas exerce suas funções vitais com êxito e sem sobrecargas de órgãos importantes como é o caso do fígado e do nosso intestino.

Quais tipos de alimentos deixam o corpo intoxicado:

- Alimentos ricos em sal como salgadinhos prontos, snacks, produtos congelados, macarrão instantâneo, sopas prontas, entre outros.

- Alimentos ricos em cafeína;

- Alimentos ricos em açúcar como biscoitos recheados, doces de padaria, chocolates, balas, refrigerantes e o próprio açúcar.

- Alimentos ricos em gordura como as frituras, alimentos congelados, excesso de proteína animal, entre outros.

Estes alimentos no geral agridem o nosso organismo, pois podem favorecer a retenção de líquido promovendo o inchaço, o sequestro de nutrientes importantes como o cálcio, a falta de fibras pode levar a quadros de prisão de ventre e assim promove-se um quadro de desequilíbrio orgânico e processos de inflamação diversas.