O que pode e não pode conter em uma dieta detox?

Em uma dieta detoxificante é importante restringir o consumo de alimentos como carne vermelha e produtos industrializados que são ricos em gorduras trans e saturadas. Deve-se evitar também, açúcar, gordura e bebidas alcoólicas.

Diversos alimentos devem ser priorizados afim de oferecer nutrientes necessários para ação detox no organismo. O consumo de frutas, verduras, legumes, cereais integrais e grãos são alimentos fundamentais para uma dieta detox. Chás ricos em polifenóis e sucos de frutas combinados com verduras e legumes também são muito recomendados devido a grande quantidade de fibras, vitaminas, minerais, antioxidantes e compostos bioativos presentes nestes alimentos. Sementes como a de chia e linhaça são ricas em ômega-3 possuem ação anti-inflamatória e contribuem para essa ação detox.

É recomendado também que retiremos do cardápio alimentos com alto poder alergênico como glúten, soja, laticínios, porém, é importante enfatizar que toda dieta restritiva necessita de acompanhamento de um profissional nutricionista capacitado para adequar o consumo de nutrientes e fazer as substituições corretas!

Consumir grãos germinados também ajuda muito a ação detox no organismo, pois durante a germinação é possível aumentar significativamente a quantidade de nutrientes e substâncias bioativas de um alimento. Durante o processo de germinação, a semente está se preparando para se tornar uma planta ou um grão. Neste momento o alimento é riquíssimo em proteínas, vitaminas, minerais e fibras em oferece alta digestão, pois há uma alta concentração de enzimas que realizam diversas reações bioquímica dentro das nossas células, portanto é possível ter uma absorção eficiente dos nutrientes presentes no grão germinado. A concentração de antioxidantes e vitaminas do complexo B ganham destaque, além da diminuição de fatores anti nutricionais que são substâncias que interferem na absorção de nutrientes no organismo.

 

Por quanto tempo uma pessoa deve fazer uma dieta detox? E de quanto em quanto tempo?

O tempo de dieta detox varia de pessoa para pessoa, além de hábitos alimentares e hábitos de qualidade de vida como a prática de atividade física, exposição a toxinas ambientais, uso de cigarro, bebida alcoólica e etc. Normalmente recomenda-se de uma semana a 15 dias, mas tudo depende da composição da dieta, se ela contém quantidade adequadas de calorias e macronutrientes de acordo com as necessidades de cada indivíduo. A frequência da dieta detox também depende das necessidades individuais de cada pessoa.

 

De acordo com a Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição, não há estudos realizados em adultos sobre a dieta detox, e por que mesmo assim ela deve ser seguida? Ou não deve?

Por isso é de extrema importância que as pessoas consultem um nutricionista para melhor adequar a dieta a ser seguida. Uma dieta detox deve ser leve, composta por alimentos que não sobrecarregam o fígado, além de ser rica em fibras, vitaminas, minerais, compostos bioativos com ação antioxidantes e anti-inflamatória. Mesmo que faltem mais estudos sobre a dieta detox, os benefícios obtidos pelo consumo destes nutrientes só enriquece a dieta no geral. Já no caso de dietas restritivas, como inicialmente somente dieta líquida, isentas de glúten, lactose e etc é necessário ter o acompanhamento de um nutricionista além de toda adequação de macronutrientes na composição da dieta.

 

Como funciona a absorção dos nutrientes quando eles vêm na forma de suplementos?

Depende. Existem hoje no mercado diversos suplementos com apelo de ação detox. Em primeiro lugar é necessário conhecer a marca fabricante do suplemento e a credibilidade que a mesma tem no mercado. Existem hoje empresas sérias que produzem suplementos alimentares que garantem a absorção de vitaminas, minerais e compostos bioativos em quantidades significativas para o auxílio ação detox.

 

Dê exemplos de combinações de alimentos ou nutrientes que melhoram o desempenho do organismo.


Suco Verde

O suco verde é a sensação dos últimos tempos de todos aqueles que querem ter hábitos alimentares saudáveis. Ele normalmente é composto por uma ou mais folha verde escura sendo a couve a mais comumente utilizada, um legume, uma fruta, lascas de gengibre e um líquido para diluição que pode ser a própria água, chá e até mesmo água de coco. Estes sucos são ricos em ácido fólico, ferro, magnésio, vitamina C e do completo B, fibras e cheios de antioxidantes.

O principal benefício do suco verde é a sua ação desintoxicante. Em sua composição é possível obter um mix de vitaminas, minerais e fitoquímicos essenciais para o famoso processo de detoxificação que ocorre principalmente no fígado.

Água de coco

A água de coco é muito utilizada em dietas detox pela quantidade de minerais como o potássio, cálcio, magnésio que auxiliam na eliminação de toxinas, além de hidratar o organismo.

Chá-verde

Riquíssimo em polifenóis, substancias bioativas com alta capacidade antioxidante, esse chá contribui muito para eliminação de toxinas.

Vegetais
O brócolis, agrião, a couve manteiga, couve-flor, mostarda, nabo, rabanete, repolho são vegetais da família das brássicas ou crucíferas, que além de conter fibras, vitaminas e minerais elas são ricas em compostos bioativos com ação antioxidante, antitumoral e auxiliam na eliminação de toxinas.

Castanhas e sementes

Castanha do Brasil, Castanha de caju, Amêndoas, nozes, avelãs são classificadas como oleaginosas e são riquíssimas em magnésio, cálcio, selênio, cobre, vitamina E e Ômega 3. Nutrientes com ação antioxidante e anti-inflamatória.

 

Nutrientes que participam de ação detox:

- Ácido Fólico;
- B12;
- B6,
- Colina,
- Magnésio,
- Selênio;
- Vitamina C;
-  Ferro; 

Dê exemplos de combinações de alimentos ou nutrientes que prejudicam a absorção de nutrientes e/ou o funcionamento do organismo.

Açúcar, gordura no geral, alimentos ricos em aditivos químicos como corantes, aromatizantes e conservantes, alimentos industrializados ricos em sódio, álcool, entre outros! Todos estes alimentos prejudicam a absorção de nutrientes, bem como sobrecarregam o fígado comprometendo também a função detox.

 

Natalia Dourado
Nutricionista Sanavita