Se deparou com o diagnóstico de diabetes? Depois de ler nosso guia inicial com informações importantíssimas, chega a hora de fazer algumas mudanças no estilo de vida. Afinal, como essa doença crônica não tem cura, garantir a qualidade de vida depende muito das suas decisões.

A alimentação é um dos principais itens a se considerar. De uma forma geral, a recomendação para diabéticos é a mesma para todos: um cardápio saudável e equilibrado, priorizando frutas, verduras, legumes, carnes magras, cereais integrais e laticínios com pouca gordura. Porém, o ideal é estabelecer um plano individual com o auxílio de um nutricionista, pois cada organismo responde de forma diferente ao tratamento.

Quantidade, horários e número de refeições ao dia podem variar de acordo com o período de ação dos medicamentos. É preciso estar atento também a alguns mitos, como aquele que impede o consumo de frutas, por exemplo. Em uma dieta calculada e nas porções corretas, é possível sim aprender a mantê-las no cardápio.

A única indicação é evitar alimentos açucarados (priorizar adoçantes sem frutose) e evitar o consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

Além dos itens acima, as recomendações são as mesmas para a população em geral, como fracionar as refeições e preferir alimentos integrais. Tomar água várias vezes ao dia, consumir verduras e legumes e evitar carboidratos e sal em excesso são outras ações importantes.

Com bons hábitos e monitorando a glicemia, ter uma vida normal é algo mais do que possível para os diabéticos!