Processo natural que ocorre com o tempo, o envelhecimento acontece por conta da mudança do material genético por meio de enzimas, alterações proteicas e diminuição da proliferação celular. Ao longo desses acontecimentos, ocorre a deficiência do colágeno, afetando a elasticidade da pele e favorecendo rugas e a fragilidade de ossos e articulações.

Já o que chamamos de envelhecimento precoce acontece quando sujeitamos a pele a fatores que aceleram o processo natural. A exposição solar crônica, a alimentação desequilibrada, o excesso do consumo de álcool, o tabagismo e a poluição ambientar estão entre os hábitos negativos.

Além de evitar os principais itens citados acima, é importante prestar atenção à alimentação. Uma dieta pobre em açúcar e gorduras e rica em vitaminas e minerais pode contribuir (e muito) para a boa saúde da pele e contra o envelhecimento precoce.

A vitamina C, por exemplo, é essencial para a produção do colágeno, além de seu poder antioxidante, que atua contra os radicais livres. A vitamina A, também antioxidante, contribui para a restauração da pele e atua contra a acne.

Já a vitamina E tem ação fotoprotetora, agindo contra os raios UV. Entre os minerais, destaco o zinco, que, segundo estudos, pode induzir peptídeos de colágeno no metabolismo.

A suplementação do colágeno hidrolisado também é recomendada no combate ao envelhecimento precoce. Como contamos aqui, essa proteína é capaz de melhorar a elasticidade e densidade da pele, bem como contribuir na redução de rugas e poros.