Quando decidimos participar de uma corrida de rua, a preparação é essencial – independente da distância. É nesse cenário que os benefícios dos programas de periodização contribuem para o melhor rendimento dos treinos e, consequentemente, à boa performance durante a prova. Esse formato busca o equilíbrio, sem excessos e nem falta de exercícios.

Em termos gerais, periodizar é organizar os estímulos e as cargas de forma lógica ao longo do tempo, para que as adaptações físicas se maturem na profundidade e no tempo correto. E o primeiro passo para um programa eficaz é estabelecer com clareza a sua meta. Ela vai definir os aspectos a serem enfatizados, a intensidade, a frequência e quanto tempo terá para isso.

Quem pode fazer?

Embora a periodização tenha surgido no alto rendimento, nada impede que ela seja utilizada de forma não competitiva como, por exemplo, para emagrecer, melhorar o condicionamento físico, melhorar aspectos de saúde etc. Periodizar vai “desacostumar” o corpo e desafiá-lo com novos estímulos. Até mesmo estratégias nutricionais podem fazer parte, a fim de maximizar os efeitos e induzir adaptações mais profundas.

Quais são as etapas?

De forma geral a periodização clássica divide a temporada em quatro fases: período preparatório geral, especial, competitivo e transitório.

No preparatório geral, o foco é a resistência aeróbica. Aqui é construída a base funcional fisiológica para a modalidade. No preparatório especial, entram em cena alguns treinos mistos de resistência aeróbica e anaeróbica, com maior intensidade e menor duração. Com o tempo, o foco fica maior nos puramente anaeróbicos.

Quando chega o período competitivo, a ideia é manter a forma com microciclos de treinamento. Finalmente, passada a prova, o período transitório tem a tarefa de recuperação psíquica do corredor, com duração de 4 a 6 semanas. Pode ser de descanso completo ou descanso ativo (com treinos não específicos).

Apesar da eficácia, vale ter sempre em mente que não adianta esperar o melhor desempenho em todas as provas. O foco é escolher aquelas que mais agradam e traçar um programa consistente rumo a esses objetivos. Assim, aumentam as chances de sucesso, e mais ainda, de satisfação a cada corrida!