A cada treino, uma série de exercícios diferentes. Os resultados são acompanhados, anotados e apresentados diariamente, incluindo equilíbrio, agilidade, velocidade, potência, força, resistência muscular e cardiorrespiratória.

Com tantas motivações, o CrossFit se tornou um fenômeno. E para entendê-lo um pouco melhor, convidamos o especialista em avaliação física e treinamento personalizado Ricardo Simões para falar dos benefícios dessa prática:

- O que é o CrossFit?

Inicialmente o CrossFit era um programa de exercícios estruturado para estimular, de forma integrada, várias habilidades físicas, capacitando os praticantes para as mais diversas atividades, modalidades e esportes.

- Quando se tornou popular no mundo e, posteriormente, no Brasil?

Essa proposta inicial, criada nos EUA por Greg Glasmann em 1990, ganhou o layout que hoje é conhecido mundialmente em 2000, quando o CrossFit foi fundado como uma marca registrada e empresa de fitness.

Entre 2000 e 2005 surgiram apenas 500 afiliadas. Em 2013 foram quase 1 mil por mês, chegando a mais de 10 mil filiais em 2014 no mundo, 6,5 mil só nos EUA. No Brasil, a modalidade se popularizou nos últimos 4 anos, e hoje há cerca de 250 academias oficialmente registradas no site da CrossFit.

- O que pode explicar tamanho sucesso?

O fenômeno CrossFit se tornou a principal tendência de fitness do século, e os motivos são diversos. Além da metodologia de treinamento bem resolvida, há um conceito de lifestyle muito bem direcionado. O plano de negócio é extremamente atraente, as estratégias de marketing bastante agressivas e tudo amparado por uma estrutura “semicientífica” de produção de conteúdo exclusivo que é publicada no CrossFit Journal.

- O Crossfit é muito comparado à musculação. Quais são as diferenças?

Embora muitas pessoas associem e comparem a musculação ao CrossFit, devido a utilização de barra, anilhas, e outros aspectos semelhantes, é complicado traçar paralelos entre os dois, pois são absolutamente distintos em suas propostas e objetivos.

A musculação é uma proposta de força e resistência e aumento muscular, consagrada cientificamente como método mais eficaz para esse objetivo no mundo todo.

o CrossFit empresta cenários da musculação dependendo do WOD (workout of the day, ou treinamento do dia). Incorpora também elementos do levantamento olímpico, do treinamento pliométrico (explosão), movimentos ginásticos, exercícios calistênicos, corridas, remos entre outros.

Ele abrange diversas capacidades físicas além de força e resistência muscular – tais como velocidade, resistência aeróbia e anaeróbia, coordenação, flexibilidade, agilidade, equilíbrio e precisão. Essa miscelânea de técnicas e estímulos é organizada em uma sequência de movimentos funcionais, com variações constantes e sempre em alta intensidade.

- Quais são as vantagens de optar por esta modalidade?

Primeiramente pode-se assumir como vantagem do CrossFit exatamente essa versatilidade abordada no WOD. Enquanto em uma hora de musculação a força será o principal estímulo, o CrossFit tem estímulos variados.

A segunda vantagem, principalmente ligada aos resultados estéticos e de performance, é a aposta na alta intensidade das sessões de treinamento. Ela é a principal variável propulsora de adaptações físicas e, mesmo em atletas, é utilizada com programação adequada devido ao maior risco de lesões. O Crossfit colhe os louros dessa aposta, que são os resultados alcançados pelos seus praticantes e também o ônus que é o questionamento da modalidade pelo número de lesões.

Para finalizar, as complexidades técnicas, o aspecto competitivo elevado ao grau máximo, a percepção social de fazer parte da “tribo” e o constante ambiente de autossuperação aumentam e muito a motivação e a frequência dos praticantes.

- Para um desempenho adequado no CrossFit, é preciso complementar o treino com algum outro esporte?

A filosofia do CrossFit é a de um programa de treinamento autossuficiente. Slogans como “stronger, faster, healthier” deixam isso bem claro. Porém, diante dos diferentes objetivos e graus de adaptação de cada pessoa, é um exagero afirmar que o CrossFit se basta.

Sua prática expõe as articulações de joelho, coluna e ombro a cargas consideráveis, em movimentos com alto número de repetições, muitos com grande amplitude e habilidades específicas. Nesse sentido, adicionar ao CrossFit o fortalecimento das articulações citadas através da musculação ou mesmo do Pilates e manter uma rotina de exercícios de flexibilidade, são estratégias interessantes para minimizar os riscos de lesão na pratica do Crossfit

- Quais são as restrições e recomendações para a saúde?

É importante estar atento às condições gerais de saúde antes de qualquer atividade física, e o mesmo se aplica ao CrossFit, lembrando que o treinamento é feito em grupo e em alta intensidade.

É importante que seja realizada uma anamnese detalhada antes de iniciar os treinamento e para os grupos de maior risco -  obesos, fumantes, pessoas com alterações cardiorrespiratórias, vasculares, metabólicas ou lesões osteoarticulares – é aconselhável que realizem um check-up antes de começar.

- O que pode garantir a qualidade do estabelecimento?

A recomendação é se informar sobre a certificação do local (ou Box, como é chamado) escolhido. Existem aqueles certificados pela franquia e os independentes. Adquirir a chancela “CrossFit” é um processo que costuma ser rigoroso tanto com as instalações quanto com a capacitação técnica dos treinadores.

Não é uma garantia absoluta de qualidade, mas é um cuidado e uma assistência a mais, pois pode-se recorrer a franquia caso haja algum problema, assim como treinar em qualquer Box franquiado.

- Para quem deseja experimentar, como garantir um início saudável e eficaz?

Sempre fique atento à capacitação e aos procedimentos do treinador: ele é a alma do Box e responsável por todo treinamento. Evite aulas experimentais/iniciais com o Box muito cheio ou com poucos professores por alunos. É humanamente impossível um professor atentar para todos os detalhes de movimentos neuromusculares complexos em alta intensidade com 10 pessoas executando ao mesmo tempo.