Caspa é o nome popular para a dermatite seborreica, um dos maiores desafios para os cuidados de beleza diários – principalmente dos homens. E apesar de ser tão conhecida, ela ainda desperta muitas dúvidas, entre elas: a alimentação pode influenciar no assunto? A resposta é sim!

Quais são as causas?

A caspa representa um mau funcionamento das glândulas sebáceas, que têm a missão de proteger nossa pele das agressões externas – como raios solares, calor e poluição. Os homens são mais propensos a isso justamente porque têm um número maior dessas glândulas.

Trabalhando em excesso, elas levam à oleosidade. Combinada a outros fatores como má alimentação, hormônios, estresse e hereditariedade, essa secreção acaba descamando no couro cabeludo e originando os grãozinhos brancos.

Como a alimentação pode contribuir?

A alimentação pode levar ao surgimento, mas também pode ajudar na prevenção. O consumo excessivo de gordura animal ou açúcar são os mais associados ao aumento, porque tendem a interferir no trabalho das glândulas do corpo todo.

Por outro lado, é benéfico aumentar na dieta os alimentos fibrosos e ricos em betacaroteno – tais como verduras, frutas e legumes (principalmente os amarelos e alaranjados). Os mesmos ingredientes que evitam a oleosidade na pele do rosto podem ajudar a evitar essa disfunção no couro cabeludo.

Você pode acrescentar alimentos ricos em zinco, como frutos do mar, brócolis, soja e lentilha. Frutas ácidas frescas, como pera, laranja, tangerina, uva e ameixa também são bem-vindas.

Para coceira, bebidas que são feitas com camomila, hortelã ou abacaxi ajudam a combater os pontos brancos. Incluir o colágeno hidrolisado na alimentação também auxilia no processo de regeneração das estruturas capilares, que podem vir a sofrer desgastes pela coceira e irritação constantes.