A glutamina é considerada um aminoácido condicionalmente essencial. Nosso corpo a produz mas, em algumas situações de desequilíbrio metabólico e na prática de exercícios físicos intensos, a quantidade produzida não é suficiente.

Quando usada pela manhã, em jejum, a glutamina exerce um papel muito importante no equilibrio da flora intestinal, sendo muito indicada para fortalecimento do sistema imune e tratamento de disbiose intestinal.

A disbiose intestinal é o desequilíbrio da flora bacteriana intestinal, ou seja, as bactérias negativas se sobressaem em relação ás bactérias positivas, e esse quadro causa vários fatores negativos ao organismo como:

  • Falha na digestão dos alimentos, resultando em alimentos mal digeridos;
  • Fermentação de alimentos mal digeridos no intestino (formação de gases intestinais);
  • Diminuição da absorção de nutrientes, gerando carências nutricionais;
  • Mal-estar, cansaço, náuseas, mal humor, irritação ( isso porque as endorfinas, substâncias que geram bem-estar são produzidas nos intestinos e, se ele está em disbiose, a produção dessas substâncias também é comprometida).
  • Mal funcionamento intestinal: Constipação (intestino preso) ou diarréia (intestino solto).

 

A alteração da microbiota intestinal pode ser originada por alimentação inadequada, uso indiscriminado de antibióticos, ant-iinflamatórios, o uso abusivo de laxantes, excesso do consumo de alimentos processados, consumo de alimentos crus, excesso de exposição a toxinas ambientais, presença de fungos, quadros patológicos, como doenças crônicas, e o estresse.

No intuito de melhorar a microbiota intestinal, a suplementação de glutamina contribui diminuindo a translocação bacteriana, possuindo uma ação reparadora na mucosa, estimulando o crescimento das vilosidades intestinais e aumentando a capacidade absortiva. Estudos indicam que a baixa quantidade de glutamina pode ocasionar atrofia das células intestinais, prejuízo na função imunológica e aumento da suscetibilidade a infecções.

 A glutamina deve ser suplementada pela manhã em jejum para fortalecimento do sistema imune e melhora no funcionamento intestinal. A dose recomendada pode variar de 5 a 10 gramas.