Já se deparou com o termo colágeno hidrolisado por aí? Se você ficou na dúvida sobre o que significa e pra que ele serve, então você vai adorar nosso tema de hoje. Listamos abaixo as principais dúvidas sobre esse assunto, tão querido por dermatologistas e nutricionistas por aí.

Afinal de contas, o que é o colágeno hidrolisado? Uma proteína produzida pelo nosso organismo, que tem a função de dar firmeza e elasticidade à pele. Ele ainda é responsável por evitar as marcas de expressão, além de contribuir para o fortalecimento de unhas e cabelos.

Quando preciso começar a me preocupar em consumi-lo? A partir dos 30 anos. Até essa idade nosso organismo produz a proteína normalmente. Mas, com o passar dos anos, acontece a queda na produção – que pode ser sentida na pele, unhas e cabelos. Na menopausa, por exemplo, a mulher produz em média apenas 35% de colágeno.

E como acrescento o colágeno na minha dieta? Ele está presente em alimentos de origem animal, especialmente nas carnes vermelhas. Mesmo assim, seria preciso ingerir uma grande quantidade desses ingredientes para alcançar a produção – o que não é indicado, já que são fontes de gorduras saturadas e calorias. Logo, a suplementação é uma excelente solução.

Qual é a quantidade ideal de colágeno para consumir por dia? Segundo os estudos científicos, de 8 g a 10 g. A solução alimentar da Sanavita®, por exemplo, oferece 9 g, além de nutrientes como vitaminas A, C E e Zinco. A vitamina C, inclusive, participa da produção do colágeno em nosso organismo.

E quando enxergo os primeiros resultados? Depois de um período de dois a três meses de consumo do colágeno hidrolisado é possível notar os benefícios – como melhora na firmeza da pele, elasticidade e hidratação. Mas isso pode variar caso a caso, inclusive com pessoas percebendo mudanças logo no primeiro mês.

Fique à vontade para nos contar nos comentários abaixo sua experiência com o colágeno. A gente vai adorar ouvir a sua opinião!