O papo na academia durante o intervalo entre as séries é sempre o mesmo: se quiser perder peso, comece cortando os carboidratos. Será que isso funciona? Assim como a maioria dos conceitos populares acerca de nutrição esportiva, esse é só mais um mito quando se trata de emagrecimento ou ganhar definição. Os carboidratos são essenciais para a saúde ou queima de gordura, e sua ausência pode causar vários prejuízos.

A função do carboidrato é de fornecer energia. No caso de pessoas que se exercitam, fica mais evidente a necessidade desse grupo de alimentos. A prática sem o consumo adequado de carboidratos pode levar a queda dessa reserva e causar fadiga, baixo desempenho, prejudicar a recuperação, entre outros fatores. Quando nos submetemos a uma dieta com baixo teor de carboidratos, podemos ter um “rápido” resultado pois usamos esse estoque, porém é muito comum ocorrer o efeito rebote.

Afinal, engorda ou não engorda?

É preciso lembrar que o emagrecimento funciona conforme a mais pura matemática: gastar mais energia do que se consome. A maioria das pessoas escolhe de primeira os carboidratos para excluir do cardápio quando querem perder peso. No entanto, eles são a nossa principal fonte de energia e a distribuição adequada entre as refeições e lanches intermediários é o que educa o corpo a consumir mais calorias e eliminar gorduras.

As boas escolhas começam ao ingerir carboidratos simples em menor quantidade quando for necessário para energia rápida (após os treinos, por exemplo). Nessa hora, eles ajudam na absorção das proteínas para recuperação muscular. Enquanto isso, é essencial dar aos carboidratos complexos a importância das principais refeições, devido ao índice glicêmico. Ricos em fibras, que prolongam a sua permanência no organismo, os complexos fornecerão energia por mais tempo e trarão sensação de saciedade – uma maneira de comer menos e reduzir peso.

Quais são as fontes de carboidratos saudáveis?

Tanto entre os simples e complexos, as melhores opções de energia são os alimentos de verdade. Não industrializados, preparados em casa e da maneira mais natural possível. Algumas fontes interessantes são: batata doce, frutas, mandioca, mandioquinha, quinoa, tapioca, macarrão integral, cereais integrais, geleias de frutas (sem açúcar), frutas secas, entre muitos outros. Os suplementos também são ótimas opções e fornecem fontes isoladas ou combinadas de carboidratos.